Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Moradores da Vila Kennedy sofrem com diminuição da frota de ônibus

Dos dez ônibus da linha 853 (Vila Kennedy - Estação BRT Mato Alto), apenas três estão operando durante a semana
Foto: reprodução

Diminuição da frota de ônibus da linha 853 dificulta trajeto dos moradores da Vila Kennedy, Zona Oeste do Rio de Janeiro, e adjacências. A linha faz o percurso da Vila Kennedy até a estação BRT Mato Alto, e dá acesso à Barra da Tijuca.

Segundo o presidente da Associação de Moradores da Vila Kennedy, Andrey Araújo, dos dez ônibus da frota que circulavam, apenas três estão operando durante a semana. Aos sábados e feriados, ele alegou que não há serviço da frota.

A linha 784 também dava acesso à Barra da Tijuca, mas deixou de existir. Com isso, os moradores dependem apenas do 853 (Vila Kennedy – Estação BRT Mato Alto) para este trajeto. Contudo, três ônibus circulando para uma população com mais de 50 mil habitantes, não supre a necessidade dos cidadãos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Transportes, o consórcio Santa Cruz, responsável pela linha, já foi notificado para que reforce a frota em operação. Somente neste ano, mais de 1.200 multas foram aplicadas por inoperância de linhas e circulação com frota reduzida.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]