Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Profissionais de saúde fazem bloco de carnaval no CPX para conscientizar população

O bloco contou com distribuição de preservativos, informativos sobre a dengue, estímulo a vacinação, e distribuição de água
Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Na manha desta quarta-feira (7), profissionais da área de saúde se reuniram para sair com o “Bloco da Saúde”. A saída do bloco começou pela Clínica Valter Felisbino de Souza, na Rua Diomedes Trota, 259. O bloco fez uma parada na Clínica Rodrigo Y Aguilar Roig, Estrada de Itararé, 650, e terminou sua festa na Clínica Zilda Arns, na Estrada do Itararé, 951.

Desfile do “Bloco Saúde” pelo Complexo do Alemão
Vídeo: Fernanda Lima / Voz das Comunidades

Durante o desfile do bloco profissionais da saúde distribuíram preservativos e panfletos de prevenção a dengue. O agende de saúde, Vinicius de Farias, 26 anos, disse que o bloco tem o intuito de conscientizar e prevenir as pessoas nesse carnaval. “O bloco além de trazer alegria também trouxe informação e prevenção”.

A médica Jade Almawy, 30 anos, comentou sobre o intuito dessa festa “Nós nos reunimos, aproveitando o ritmo do carnaval para fazer uma atividade de promoção de saúde, distração para os funcionários, conscientização e prevenção a população sobre as doenças”.

No final da folia, que aconteceu na UPA Zilda Arns, também teve uma confraternização com alunos que fazem academia. A Dona Enertina Maria de 64 anos, comentou que academia é muito importante “Fazer exercício melhora nossa saúde. É maravilhoso!”

Veja mais fotos do “Bloco de Saúde” abaixo:

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]