Vila Olímpica em Acari disponibiliza aulas de skate e ginástica artística

Com aulas nas terças e quintas-feiras, a Vila Olímpica Clara Nunes desenvolve crianças e adolescentes através do esporte
Vila Olímpica Clara Nunes oferece aulas de skate e ginástica

Foto: Prefeitura do Rio / Divulgação

O acesso às diversas modalidades esportivas influenciam no desenvolvimento pessoal dos moradores nas comunidades cariocas. Ao mesmo tempo que proporciona novas perspectivas de carreiras, também oferece sonhos e metas. Idealizando trazer essas possibilidades para as crianças e adolescentes de Acari, Zona Norte do Rio de Janeiro, a Vila Olímpica Clara Nunes iniciou as aulas de skate e de ginástica artística para os seus alunos na última quarta-feira.

Com a proposta de incentivar cada vez mais a prática de atividades físicas, a instituição oferecerá equipamentos próprios para as aulas. Para os jovens e moradores interessados em participar, as inscrições estão abertas e são realizadas na secretaria da Vila Olímpica Clara Nunes, localizada na Rua Pedro Jório, 528.

É importante ressaltar que a ginástica artística atenderá crianças de 7 a 15 anos, com atividades nas terças e quintas-feiras, em duas turmas: das 10h às 11h e das 14h às 15h. Quanto ao skate, um dos esportes que mais recebeu visibilidade com o destaque dos atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a idade mínima para participar é 10 anos. As aulas acontecem nas terças e quintas-feiras, das 16h às 17h.

Além disso, a Vila Olímpica solicita alguns documentos para o cadastro nas atividades físicas. Entre eles, cópia de carteira de identidade, CPF, comprovante de residência, atestado médico e, para o skate, comprovante escolar. Para mais informações, os moradores podem entrar em contato com o número 3547-9289.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]