Ômicron NÃO tem casos confirmados em todos os estados que fazem o litoral do Brasil

A variante Ômicron vem ganhando os noticiários e causando grande preocupação pelo mundo. Entretanto, com a chegada dessa, surgem ao mesmo tempo informações de caráter duvido a respeito do assunto.

A variante Ômicron vem ganhando os noticiários e causando grande preocupação pelo mundo. Entretanto, com a chegada dessa, surgem ao mesmo tempo informações de caráter duvido a respeito do assunto.

Segundo um áudio que está circulando nas redes sociais de mensagem rápida, como Whatsapp, uma suposta doutora em Biologia, conhecida por Mônica Travassos, faz um alerta sobre a variante Ômicron. Na mensagem, afirma que todos os estados do litoral brasileiro já tinham registrado casos da nova variante. Contudo, essa informação é FALSA.

Fatores como caráter vago, alarmista e a falta de fontes confiáveis já são características destes tipos de falsas mensagens. O áudio contém uma mistura de boas dicas das recomendações sanitárias. Mas com informações que não procedem. E o principal, o nome da suposta doutora, Mônica Travassos, não consta na base de dados do Cadastro Nacional de Biólogos. De fato, existe uma médica bastante famosa com o nome de Mônica Travassos, mas ela atua na área de Mastologia e também não tem doutorado. 

Foto: Reprodução

Independentemente disso, parte do que a falsa doutora afirma no áudio está errado. Segundo ela, “todos os estados brasileiros que fazem o litoral já registraram casos da variante Ômicron”. Porém, até o momento, o Brasil já registrou somente cerca de 6 casos da nova variante: um no Rio Grande do Sul, dois no Distrito Federal e três em São Paulo. Então, não se trata de todo o litoral brasileiro. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Ômicron não é uma variante mortal, tanto quanto a Covid-19, mesmo apresentando alterações genéticas em relação ao SARS-CoV-2. Ainda não existem estudos que mostrem a taxa de letalidade ou transmissibilidade da nova variante. Com isso, não dá para saber se a variante Ômicron é tão mortal quanto outras variantes, como a delta.

O órgão classificou a nova cepa como uma variante de preocupação, contudo, ainda serão necessárias algumas semanas para compreender melhor o impacto. “Esta variante apresenta um grande número de mutações, algumas das quais preocupantes. A evidência preliminar sugere um risco aumentado de reinfecção por esta variante”, disse a organização em comunicado.

Os sintomas relatados até o momento são leves (em alguns deles, os infectados que foram previamente vacinados não apresentaram sintomas).

A transmissão de conteúdos falsos a respeito de qualquer assunto é extremamente grave. Tem muitas consequências e pode afetar a vida de alguém de diversas formas. Verifique as informações antes de compartilhar em grupos de família, amigos ou quaisquer outros.

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]