9ª edição do ‘Circulando’ terá desde roda de funk até sarau de poesias em novembro no Morro do Alemão

O evento “Circulando – Diálogo e Comunicação na Favela” chega a sua nona edição e está de volta com mais força para compartilhar coletivamente um dia inteiro de produções artísticas, culturais e de comunicação nas ruas do Morro do Alemão. Uma total diversidade de linguagens dialógicas conectadas no tema dos Direitos Humanos serão expostas nas paredes de casas, em letras e melodias das canções cantadas por convidados e artistas locais, no cordel, no graffiti, nas fotografias. Enfim, uma mistura poética que conversa diretamente com a realidade do lugar, que provoca integração na cidade a partir do agir social, cultural e mobilizador.

Tudo acontece simultaneamente em espaços cuidadosamente reservados para receber cada ação. O Complexo do Alemão receberá neste dia uma remessa forte de cores e brilhos especiais das mãos de verdadeiros militantes da arte e do fazer juntos. A poesia se misturará com o repente e as rimas improvisadas do Rap. Será mais um momento co-criativo pensado pelo Instituto Raízes em Movimento, desenvolvido em parceria com atores locais e voluntários, capaz de reunir saberes múltiplos em prol do desenvolvimento participativo.

Será também um momento oportuno para o encerramento do projeto Adubando Raízes Locais, que tem o patrocínio da Petrobras e preparou um importante cronograma de atividades para este dia. Além de um cardápio de oficinas e debates, será realizada uma feira de artigos artesanais com produtores (as) participantes do projeto. Não faltarão opções para lazer, entretenimento, conhecimento e troca de ideias.

A seguir, um pouco da programação deste Circulando:

  • CINECLUBE: uma sala estará reservada para sessões de filmes e conversas, é nela que um grupo de Sul-Africanos exibirá o filme “Dear Mandela” e provocará um debate sobre questões relacionadas a remoções em seu país;

  • DEBATES: na primeira parte do evento terá um espaço de debate, promovido pela ONG Verdejar – Socioambiental, a se tratar do tema “Parque da Serra da Misericórdia e Direitos Ambientais na Favela” uma luta de anos que a organização participa;

  • EXPOSIÇÃO DE FOTOGRAFIAS: uma equipe de fotógrafos reunirá seu acervo para uma exposição fotográfica cheia de nuanças no poder do olhar crítico relativo ao sistema que viola direitos e aos grupos que lutam e promovem direitos na sociedade;
  • “GUERRA E PAZ”: a exposição de fotografias e telas grafitadas organizada pela Praça do Conhecimento de Nova Brasília faz uma releitura desta obra do imponente pintor brasileiro, Candido Portinari, traduzida a partir do ponto de vista do próprio local onde vivem, trabalham ou apenas conhecem;

  • INSTALAÇÕES: a estudante de Artes e moradora do Alemão, Carol Lucena, fará um estudo de composição artística em um espaço reservado para a exposição de fotografia, ou seja, toda ambientação será a partir de suas instalações;

  • MUTIRÃO DE GRAFFITI: ponto máximo do evento que traz grafiteiros de todos os lugares da cidade para transformarem o espaço cimentado em tela de arte com suas cores e traços livres, carregados de conotações criativas e conceitos diversos;

  • RAP: além da apresentação da considerada Batalha de MC’s, o rapper Ldolla vem com suas letras de protestos contra arbitrariedades nas favelas, sem falar no grupo Bonde2Crias que já está com seu repertório selecionado para tocar no evento. 

  • RODA DE FUNK E PASSINHO: o integrante da APAFunk, MC Calazans, conduzirá um sarau de funk junto com a turma da Associação complementada pela participação do grupo ArtDancy que mandam na arte do Passinho;

  • SARAU DE POESIAS: poetas e cordelistas emocionarão o público com sua graça poética emitida em linhas soltas num momento mágico, aberto ao mundo da estética linguística que ultrapassa qualquer barreira emocional que tem a oralidade;
  • SOM AMBULANTE: um grupo de amigos se reuniu e formaram o SerHurbano, um projeto que leva música pelas ruas do Rio de Janeiro em um carrinho de mão, agora eles vão circular pelo Alemão;

  • STANDS SOCIAIS: espaço reservado para exposição de trabalhos realizados por atores sociais que militam há tempos no Conjunto de Favelas do Alemão nos mais diversos eixos políticos socioculturais;

 

  • TROCA DE LIVROS: o Coletivo Ocupa Alemão receberá doações de livros a fim de enriquecerem ainda mais a biblioteca comunitária do Morro dos Mineiros que ajudaram a fundar;

  • VOZ E VIOLÃO: artistas locais, como Eddu Grau e convidados trarão a sutileza da sonoridade das cordas de seus violões acompanhadas pelos timbres agudos e graves de suas vozes;

Data: 09 de Novembro de 2013
Local: Avenida Central, 68 (concentração)
Complexo do Alemão
Horário: das 9h às 23h

Avenida Central, 68 – Complexo do Alemão
Contatos: 21 2260-3998 (Raízes em Movimento) ou 21 7609-4550 (David Amen)
[email protected]br

Release por: David Amen

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]