Cruz Vermelha realiza mutirão na Rocinha

Screenshot_20190209-162037_Gallery

A Cruz Vermelha Brasileira esteve na tarde de hoje (9) na Rocinha, onde deixou diversas doações para os moradores que sofrem as consequências do temporal que atingiu a cidade durante a noite/madrugada da última quarta feira (6).

Colchões, repelentes, material escolar, entre outros itens foram deixados por cerca de 40 voluntários na 1° Igreja Batista da Rocinha, um dos polos de coleta da região.

De acordo com representantes da Cruz Vermelha, amanhã terá apoio de uma equipe de enfermeiros que vão atender a comunidade e instrutores ministrando mini cursos de primeiros socorros, para que as pessoas tenham conhecimento de como agir em caso de novos acidentes.

Moradores dizem que ainda estão esperando a visita do prefeito Marcelo Crivella, que ainda não esteve no local desde o acidente, há 3 dias.

Sobre o Mutirão:
Esse trabalho é massivamente feito na rua, corpo a corpo e energia.

Horário: 8h
Local de encontro: Central de arrecadações Igreja Batista – Rocinha

• O que você precisa trazer com você?
– Muita energia
– SACO DE ENTULHO/RAÇÃO

Tem muita lama!

– Vassoura
– Rodo
– Produtos de limpeza: Sabão, cloro e lisoforme se possível.
– Pano
– Luva
– Balde

Veja lista de emergência:

• O que não precisa?
Roupas de adulto, ainda aceitamos roupas infantil e bebê.

•O que precisa?
– Roupa de cama
– Produto de higiene pessoal
– Material de limpeza
– Utensílios de cozinha
– Alimentos, em especial leite em pó.
– Móveis e Eletrodomésticos: Fogão, geladeira, maquina de lavar e armário.

• Pontos central de arrecadações:
Igreja Batista, Rocinha
Horário: 8:00 – 18:00

• Além das doações, como ajudar?

– Se junte aos voluntários:
Precisamos de pessoas dispostas a coletar doações de pontos estratégicos e entregar na central de arrecadações. Principalmente, doações de móveis e eletrodomésticos.

– Doações em dinheiro:
Entrar em contato direto com Camila Carvalho no número 21-982347566

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]