Escola Municipal Alcides de Gasperi sofre com furtos

Só esse ano a escola já passou por quatro invasões seguidas de furto

Escola Municipal Alcides de Gasperi sofre com furtos

A Escola Municipal Alcides de Gasperi, que fica localizada na Rua Miraluz, 181, em Higianópolis vem sofrendo com invasões seguidas de furtos em suas dependências. Segundo informações de funcionários, de janeiro até agora a escola já sofreu quatro invasões e em todas, aparelhos eletrônicos como projetor data show, gravadores e até ar condicionado foram levados. 

Ainda segundo os funcionários, as invasões acontecem sempre da mesma forma: a grade da janela é cerrada, quebram o vibro, entram na sala de aula e ao se depararem com a porta da sala fechada, quebram mais um vidro para terem acessos a outras salas da escola. Os último dois furtos aconteceram num período de 20 dias de diferença de um para outro e o que chamou a atenção dos funcionários é que o último ocorreu ao longo da semana, de quinta para sexta. 

“Normalmente as invasões aconteciam aos finais de semana, onde as ruas ao redor ficam mais desertas. Mas na última semana o invasor, entrou na madrugada de quinta para sexta e mais uma vez levou data show da sala de aula”, contou. 

A grande preocupação do corpo docente da escola é que além de ficarem alertas o tempo todo por receio de uma invasão no horário de funcionamento escolar, o furto de materiais que são usados no dia a dia escolar faz muita diferença em toda prática na sala de aula, afinal, dos 11 projetores data show que a escola tinha, após os constantes furtos restam apenas 4. 

“Nosso trabalho tem sido enxugar gelo, a verba que já não é muita e que poderia ser investida em melhoria de outras coisas para os alunos, vem sendo usada para resolver os danos causados em cada invasão, e, também na reposição do material que já tínhamos. Sem contar que agora o planejamento das aulas foram afetados, pois, com menos data show, para usarem, os professos precisam reservar o aparelho para uso nas salas”, revelou uma funcionária. 

Mesmo fazendo ocorrência na delegacia da região, até o momento o problema ainda não foi solucionando e o que a escola quer é que os pais e alunos estejam juntos deles para que assim o responsável pelos furtos seja descoberto.  

“Pedimos o apoio de toda comunidade, dos alunos, pais de alunos, vizinhos da escola para que fiquem de olho e qualquer movimento suspeito ao redor avise a polícia ou nos avise. Esses furtos afetam diretamente o bom funcionamento da escola e até o desenvolvimento escolar dos alunos que muitas vezes deixam de receber certos conteúdos devido ao material ter sido levado da escola.”, pediu. 

Deixe comentário