H1N1: Vacinação é estendida para novos grupos de crianças e adultos

gripe-amaro

No último domingo (08), foi confirmada a primeira morte pelo vírus H1N1 de 2018 e o caso aconteceu na Vila Kennedy, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Suelen Leonardo era bastante conhecida na comunidade, pois administrava o grupo Comércios da Vila Kennedy e faleceu no Hospital Albert Schweitzer aos 35 anos, idade não listada no grupo de risco para vacinação.

O Voz das Comunidades realizou questionamentos sobre o grupo de pessoas em que a vacinação contra o H1N1 estava disponível e fomos informados pelo Ministério da Saúde que, desde o última segunda-feira de junho (25), todos os municípios que ainda tiverem vacinas contra a gripe disponíveis podem estender a vacinação também a crianças de 5 a 9 anos e adultos de 50 a 59 anos.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve início em 23 de abril e se encerrou no dia 22 de junho. Segundo o Ministério, 83% do público-alvo havia se vacinado nos postos de saúde e a escolha dos grupos prioritários para a vacinação contra a gripe segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) sendo definida após estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]