Luis Martins convida: Sheila Giannini para falar sobre Intolerância Religiosa

Intoleranciareligiosa
Sheila Giannini
Sheila Giannini

Luis Martins convida: Sheila Giannini

Hoje convido uma amiga de faculdade para falar sobre: Intolerância Religiosa.

Intolerância Religiosa, é algo que podemos dizer que domina grande parte da sociedade, independentemente da religião, há um pré-conceito estabelecido contra as demais. As pessoas dizem que sua fé é maior que a de quem não à seguem e se frequentam outras fontes de fé terá como destino o “inferno”.

Sou de uma religião, da qual, busca sempre a evolução espiritual, amar, compreender e aceitar o próximo, porém, é visada como uma seita demoníaca, onde só há maldade e rancor. Baseada nesse estereótipo que sempre tem sobre mim, tento não julgar a fé de ninguém.

Mas, frequentemente vemos pessoas misturando fé, com opção sexual, escolha de vestimenta, etc, com tudo, crítico a moral destas pessoas, não sua religião e fonte de fé, questiono a moral, porque o indivíduo esconde seus medos e anseios atrás de “Deus”.

moralcristamoralbudistamoralPassamos por uma época onde o catolicismo imperava, e mandava em toda e qualquer pessoa/parte, não precisa conhecer muito de história pra saber que essa ação não foi fácil nem tão pouco boa pra qualquer pessoa que não fosse a igreja, o clero em si, então não precisa muito pra se saber que necessitamos ter mais respeito e compreensão pela liberdade do próximo, não se pode deixar nenhuma religião, seja ela qual for, dominar o nosso país novamente e pra que isso não ocorra basta respeitar a fé alheia, deixar que sigam o que acreditarem ser o melhor pra cada um, desde que não afete ou prejudique o próximo.

Sou espírita, respeito grandemente o catolicismo, aceito os evangelistas e qualquer outra fonte de fé, pois apesar de ser um livro escrito pelo homem, a bíblia diz: “AMAI O PRÓXIMO COMO A TI MESMO”.

Esta é uma coluna de Luís Martins:


image1Me chamo Luís Martins, tenho 23 anos, sou estudante de Psicologia da Universidade Padre Anchieta, em Jundiaí – SP. Moro no Jardim Fepasa, uma periferia de Jundiai.

https://twitter.com/EuLuisMartins

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]