Somos todos baldios

tumblr_mgdgxgJ0C71rv7uq9o1_500

Eu vejo gente todo dia, o tempo todo, indo e voltando… trazendo e buscando… Gente otimista e de mal com a vida… Todos andam pela cidade baldia.
É casa, prédio, construção, clínica, presídio, shopping, banco, mais casa, mais prédio… mas sempre esbarramos num terreno baldio. A verdade é que o Brasil é um país baldio. Cheio de mato, oco, vazio, mal-tratado…
O país é vazio, o estado é vazio, a cidade é vazia e as pessoas vão e voltam , trazem e buscam , otimistas ou de mal com a vida , a verdade é uma só: todos andam pela realidade baldia.

Tem muro, mas não tem amor, tem wi-fi, mas não tem tempo, tem dinheiro, mas não tem paz, tem sonhos, mas as metas são outras…
E todo mundo anda se apegando a esperança de que todo esse sacrifício valerá a pena, pois aqui se planta, aqui se colhe, meu bem… A justiça tarda, mas não falha…
E assim as pessoas acordam, vão trabalhar, fazem feira, criam seus filhos, compram, comem, conversam, dormem…
Sempre baldios, recheados de entulhos de si mesmos.

AUTOR:

Gabriella_Araujo_colunistafixo

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]