“Nem mesmo todo o oceano”, grátis no Complexo da Maré e da Penha

Estrelado pela Cia OmondÉ, a peça “Nem mesmo todo o oceano”, uma adaptação teatral do romance homônimo do escritor, dramaturgo e pensador Alcione Araújo, será apresentada hoje (26), às 19h, na Lona Herbert Vianna, no Complexo da Maré, e sexta-feira, às 20h, na Arena Carioca Dicró, na Penha, com a  direção de Inez Viana.

O drama histórico conta com a participação de atores de várias partes do Brasil levantando questões de ética e valores. A história envolve um médico recém-formado de família pobre, que saiu do interior de Minas Gerais para tentar a vida no Rio de Janeiro. As frustações, decepções e a sobrevivência do personagem serão adaptadas no palco.

– Na peça fatos reais se misturam à ficção, nos trazendo imediata identificação de uma das mais agravantes e dolorosas épocas do nosso país, a era da inocência perdida –, comenta a diretora.

O espetáculo conta também sobre os instantes que antecederam o golpe militar e os primeiros momentos da repressão, desvelando os “porões” da ditadura.

A questão de não possuir cenário trás a liberdade do espaço privilegiando a atuação dos envolvidos do peça. Os personagens são caracterizados de maneira simples e elegante e a ideia é valorizar o jogo teatral e instigar a imaginação do espectador.

Você pode assistir o trailer abaixo:

O drama foi indicado ao Prêmio APTR na categoria Melhor Produção e ao Prêmio Questão de Crítica nas categorias Melhor Direção e Melhor Trilha Sonora. O espetáculo participou da programação do Festival de Curitiba e do Tempo Festival e se apresentou em Juazeiro do Norte, Iguatu, Crato, Campina Grande na Paraíba, Belo Horizonte e agora está em cartaz no Rio de Janeiro.

A apresentação é gratuita.

Endereços:

Lona Cultural Herbert Vianna:
Rua Ivanildo Alves s/nº, Nova Maré, Maré
Tel. 3105-6815

Arena Carioca Dicró:
Parque Ari Barroso, Penha
Tel. 3486-7643

Comentários Facebook

comentários

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top