Primeira noite de desfiles do grupo de acesso levanta a Marquês de Sapucaí

Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

Uma das escolas mais esperada era a Estácio de Sá, que tenta voltar ao grupo especial com enredo “É! O moleque desceu o São Carlos, pegou um sonho e partiu”

 

Uma das épocas mais esperada pelos cariocas é o carnaval. Evento que começa a ser preparado antes mesmo de começar o novo ano. A  festa não é só comemorada por cariocas e brasileiros, mas por turistas que visitam a cidade para conhecer os blocos e assistir os desfiles das escolas de samba.

Secretária de Cultura, Nilcemar, entrega a chave da cidade para o Rei Momo. Foto: Renato Moura / Jornal Voz das Comunidades

Ausência do prefeito do Rio

Como tradição, toda sexta-feira de carnaval é realizado uma “Cerimônia de Abertura do Carnaval do Rio” feita sempre com participação do prefeito da cidade e membros do samba. Só que este ano foi diferente: a cerimônia que conta com a posse da “Chave da Cidade” que é passada das mãos do prefeito ao Rei Momo, simbolo do carnaval, não aconteceu. O atual prefeito, Marcelo Crivella, não compareceu, passando a “bola” para a Secretária Municipal de Cultura, Nilcemar Nogueira. A posse foi feita junto de membros do mundo do samba e membros da Prefeitura do Rio.

Primeiro dia de desfiles

Sete escolas do grupo de acesso abriram o primeiro dia de desfiles na Marquês de Sapucaí, começando pela Acadêmicos do Sossego, que subiu para o Grupo de Acesso ano passado. A escola da cidade fluminense de Niterói, desfilo com bonita, com o enredo “Zezé Mota – A deusa de Ébano” animou com as cores vibrantes Azul e Branco na avenida.

Primeiro casal de mestre sala e porta bandeiras, se concentrando antes do desfile Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

Logo em seguida veio a Alegria da Zona Sul, que teve um pequeno problema em um princípio de incêndio em uma embreagem do segundo carro. Na hora causou um grande susto nos componentes e no público do setor 1, onde o carro ficou parado para a contenção do incêndio. Após rápida ação dos bombeiros e membros da agremiação, a escola pôde desfilar sem atrasos. A agremiação do Cantagalo/Pavão-Pavãzinho homenageou a cantora Beth Carvalho, que veio sentada no último carro durante quase todo desfile.

A cantora Beth Carvalho, que foi homenageada pela Alegria da Zona Sul. Foto: Betinho Casas Novas / Jornal Voz das Comunidades

Unidos do Viradouro veio em seguida com o enredo “Todo menino é um rei”, inspirado nos acordes da canção de Nelson Rufino e Zé Luiz. A agremiação coloriu a avenida com suas cores Vermelho e Branco, animando o público.
Império da Tijuca, União Parque Curicica, Estácio de Sá e Acadêmicos de Santa Cruz, seguiram com os desfiles, encerrando a primeira noite no sambódromo. A mais esperada era a Estácio de Sá. A agremiação da comunidade de São Carlos, Zona Norte do Rio, veio com o enredo “É! O moleque desceu o São Carlos, pegou um sonho e partiu” surpreendendo com a bateria que levantou os setores da Marquês.

Comentários Facebook

comentários

Top