Elas ainda lutam por sua voz!

Pois é homem… Você pode se matar de tanto estudar, explorar, evoluir, pode pisar em marte, descobrir a cura para o câncer, mas você nunca vai ser tão importante quanto elas! O homem inventou a bomba atômica, o tempo, inventou os foguetes que ascendem aos céus, as grandes religiões que enlaçam o mundo, o automóvel, e tantas coisas que parecem ficção, mas a mulher inventou o amor… Simplesmente a maior invenção de todas, e ela é tão complexa de se entender, tão mais que as contas que só podem ser feitas pelos maiores engenheiros do mundo, que por mais que tentemos entender… Só as mães sabem amar… Pois calcular, construir, destruir, governar, e qualquer verbo que na história tenha sido monopolizado pelo homem em prol de seu ego doentio, nunca será maior que o sentir de uma mãe por seu filho…

Elas ainda lutam por sua voz. Joana D`arc, Irmã Dulce, Calcutá, estamos todos a escuta do que teu nome quer nos falar. Diga Marie Curie, Cleópatra… Diga logo mãe, diga-nos Maria… o que os homens não sabem e os que sabem não admitem, digam o que quiser: A bailarina vence o paladino, e o nosso nome de guerra é mulher!


Sobre o autor:

11226059_919199861489935_9194135250296814813_nMe chamo João Pedro Dornelles Claret, tenho 21 anos e sou estudante de Direito da Universidade Federal do Tocantins, fundador da Web-page Brasil Intelecto que reúne um grupo de jovens de destaque no intuito de difundir conhecimento e cultura. Além de músico, também sou poeta com minha obra ¨Etapas do Viver¨ prestes a ser publicada.

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top