Ballet do Theatro Municipal se apresenta na Rocinha

Um espetáculo que reúne o que de melhor o Ballet do Theatro Municipal apresentou em suas temporadas 2010 e 2011 é o presente de final de ano que o Theatro Municipal do Rio de Janeiro, vinculado à Secretaria de Estado de Cultura, preparou para os moradores da Rocinha, a pedido do Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral. No dia 27 de dezembro, às 20h, o Ballet do Theatro Municipal dança em um palco montado na Quadra da Rua 1. Os alunos da Escola de Dança Maria Olenewa também participam do espetáculo, encarregados de encantar na abertura com a coreografia Fantasia Brasileira. O programa da gala inclui trechos de Carmen, de Roland Petit; O Quebra Nozes, na versão de Dalal Achcar; Nascimento Novo, de David Parsons; e o pas-de-deux de Romeu e Julieta, de John Cranko. O espetáculo ganha em brilho com a valorosa apresentação da atriz Cássia Kiss e com as explicações da bailarina Ana Botafogo que irá discorrer sobre o programa.

“ O Theatro Municipal fica feliz e honrado de participar deste momento tão importante e significativo da Rocinha. Um momento de retomada de cidadania e de paz”, afirma a Presidente da Fundação Theatro Municipal, Carla Camurati.

Evento contará com a presença da atriz Cássia Kiss e da bailarina Ana Botafogo.

Evento contará com a presença da atriz Cássia Kiss e da bailarina Ana Botafogo.

Fantasia Brasileira

O compositor, pianista e regente norte-americano Louis Moreau Gottschalk (1829-1869), segundo Roberto Muggiati foi um dos primeiros artistas estrangeiros a empolgar o público brasileiro no tempo de D. Pedro II. Compositor dedicado a diversos gêneros e tendo se apresentado em vários países, inspirou-se novamente nos ambientes musicais locais, tendo escrito peças alusivas, entre outras, dedicadas a Cuba e ao Uruguai. Sua Grande Fantasia Triunfal sobre o Hino Nacional Brasileiro, é de grande sucesso no repertório de nossos pianistas e também em outros países. A música, baseada no original de Francisco Manoel da Silva, foi dedicada à Condessa D’Eu, a Princesa Isabel. A estréia da peça ocorreu no Rio de Janeiro em 1869, em concerto gigantesco, executada por 650 músicos. A coreografia do balé leva a assinatura de Eric Frederic.

Carmen

Criada por Roland Petit em 1949, Carmen é considerado o mais emblemático e popular ballet da carreira do coreógrafo francês Roland Petit, morto este ano, que iniciou sua própria companhia em 1944, ao deixar o posto de primeiro bailarino da Opéra de Paris e desenvolver uma profícua carreira com mais de 70 criações. Baseado na famosa história de Mérimée sobre o trágico romance entre a cigana Carmen e o soldado Don José, o ballet é dividido em cinco atos e tem música de Bizet, composta para sua ópera homônima.

Romeu e Julieta

A mais famosa história de amor da literatura mundial, Romeu e Julieta, de William Shakespeare, inspirou incontáveis criações artísticas através dos séculos. No ballet não foi diferente e rendeu, entre outras, a coreografia criada em 1958 pelo coreógrafo John Cranko, com a música de Prokofiev,que integra o repertório de algumas das mais célebres companhias do mundo. Romeu e Julieta voltou a ser montada para o Ballet do Theatro Municipa pelas mãos de três célebres ex-bailarinos, estrelas do Stuttgart Ballet, para quem o coreógrafo criou esta obra: Márcia Haydée, Richard Cragun e Thierry Michel.

O Quebra-Nozes

A enorme popularidade de O Quebra-Nozes comprova o fascínio exercido nas platéias a partir do encontro do conto de Alexandre Dumas com a música de Tchaikovsky e a coreografia original de Marius Petipa e Lev Ivanov. Sua estréia foi em 1892, na Rússia. A primeira apresentação no ocidente só aconteceu em 1934, no Sadler’s Wells Theatre, em Londres. Desde então, tornou-se um dos balés mais montados em todo o mundo.O ballet conta a história da menina Clara, que ganha do padrinho, na noite de Natal, um quebra-nozes em formato de soldadinho e se encanta pelo presente.

Nascimento Novo

Muitos anos após sua primeira parceria com Milton Nascimento, David Parsons voltou a criar, em 2006, a partir da música do compositor brasileiro, que classifica como ‘hipnotizante e exótica’. Utilizando a percussão como base para a coreografia,P arsons explorou temas como a sensualidade, o senso de comunidade e acima de tudo a impactante coesão do grupo no palco. Nascimento Novo segundo trabalho do coreógrafo com o compositor, integrou o espetáculo Municipal Dança Parsons, sucesso da temporada de 2010.

Programa

* Carmen – Musica : Georges Bizet / Coreografia: Roland Petit

* O Quebra-Nozes – Musica : Piotr Ilitch Tchaikovsky / Coreografia: Dalal Achcar

* Nascimento Novo – Musica :Milton Nascimento / Coreografia: David Parsons

* Romeu e Julieta – Musica :Sergei Prokofieff / Coreografia: John Cranko

* Fantasia Brasileira – Musica :Louis Moureau Gottschalk / Coreografia: Eric Frederic (Escola Estadual de Dança Maria Olenewa)

SERVIÇO

Ballet do Theatro Municipal na Rocinha

Terça-feira, 27 de dezembro, 20h.

Entrada franca

Via: Faveladarocinha

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top