Exposição em Paris mostra imagens de crianças da Rocinha

Exposição em Paris mostra imagens de crianças da Rocinha

Exposição em Paris mostra imagens de crianças da Rocinha

Um pouco do Rio de Janeiro em Paris: foi inaugurada no último dia 13, na galeria de arte Espace La Vallée Village, Como o Rei Não é Humilde, que os Humildes Sejam Reis. A mostra exibe retratos de crianças da Rocinha, clicadas pela francesa Iris Della Roca. “Quis que elas se divertissem, que fossem realmente crianças e acreditassem que são bonitas e grandes estrelas. Procurei com que elas abandonassem suas inibições. Foi uma libertação de seus problemas cotidianos”, conta a artista. Além das fotos, a mostra reúne colagens e desenhos feitos pelas crianças, além de sons da comunidade, gravados pela artista.

Iris vive durante parte do ano na Rocinha, onde é voluntária do projeto Troque sua Arma por um Pincel (Tio Lino). Ali, a partir das colagens e desenhos das crianças, criou uma revista, que traz ainda artigos escritos por colaboradores envolvidos com moda e fotografia. A publicação será vendida no La Vallée Village, um dos nove outlets do Chic Outlet Shopping localizado a 35 minutos de Paris, e terá renda revertida para o projeto do qual Iris é voluntária no Rio.

A s fotos desta página estão na exposição “Como o rei não é humilde, que os humildes sejam reis”, de Iris Della Roca. Criança soltando pipa numa laje tem tudo para ser uma imagem-clichê da infância na favela — é aí que entra o estilo da fotógrafa francesa para mudar tudo.

Brincadeira de moda: meninos da Rocinha viram modelos em fotos. As imagens são da exposição 'Como o rei não é humilde, que os humildes sejam reis', da fotógrafa francesa Iris Della Roca

Brincadeira de moda: meninos da Rocinha viram modelos em fotos. As imagens são da exposição 'Como o rei não é humilde, que os humildes sejam reis', da fotógrafa francesa Iris Della Roca

● Meninos até empinam pipa no puxadinho, mas as fotos têm um jeito de editorial de moda, com as crianças “brincando” de serem modelos, fazendo pose, agindo como eles.

● “Com a brincadeira, eu quis que elas se divertissem, quis que virassem crianças, que acreditassem que são estrelas lindas e fortes”, diz Iris. “MInha ideia era que elas se livrassem de suas inibições e ficassem totalmente livres dos problemas que enfrentam no dia-a-dia.”

● A fotógrafa de 25 anos é apaixonada pelo Brasil e por isso passa seis meses por ano na Rocinha.

Fonte: Vogue | Fotos: Iris Della Roca/Divulgação e Rocinha.org

Comentários Facebook

comentários

Autor

*

* Please arrange the below number in decreasing order

Top