Defesa Civil responde solicitações feitas por moradores do Alemão

Desde janeiro de 2019 moradores do Alemão ainda aguardam respostas

Defesa Civil responde solicitações feitas por moradores do Alemão

A Defesa Civil (SEDEC – Secretaria de Estado de Defesa Civil) é o órgão público que está ligado a administração do município e está subordinado à Secretaria de Ordem Pública. A SEDEC tem a missão de evitar ou minimizar os desastres e/ou acidentes que podem acontecer na cidade, para isso utilizam ações preventivas que vão conscientizar e orientar a população, mas também atuam na resposta aos desastres, ou seja, a Defesa Civil deve agir antes, durante e também após a uma calamidade, porém sua prioridade é agir na fase de eminência de risco.

Ao identificar um risco, o procedimento tomado é o de encaminhar o ocorrido aos canais de comunicação da SEDEC para que haja um esclarecimento ou resolução do fato.


Desde janeiro de 2019 moradores do Alemão ainda aguardam resposta sobre alguns casos. Separamos três para acompanhar o andamento das ordens de serviço:


Caso 1: Um dos problemas que comunicamos a Defesa Civil desde o início do ano, está relacionado a uma caixa d’água vertical no condomínio Nova Geração, na Av Itaóca. Moradores da região temem a queda da estrutura, pois de acordo com quem vive no local, à corrosão do material está abalando o alicerce, que pode atingir os prédios onde vivem diversas famílias. Leia mais

Caso 2: Já na rua Augusto Borborema, que fica na comunidade das Palmeiras, uma casa de três andares ameaça desabar por estar em um barranco. Os vizinhos estão desesperados, pois em dias chuvosos estalos são ouvidos. A Defesa Civil já foi acionada no mês de março, mas até o momento nenhuma solução foi tomada e o problema perdura. Leia mais

Caso 3: Uma família que mora na rua Aquirí n° 229 no Morro do Adeus teve que abandonar alguns cômodos da casa, que se encontravam em estado crítico. Por conta das chuvas na época de carnaval, ocorreram diversas rachaduras que provocou o desabamento de parte do telhado. A família ainda vive no local e tenta manter a casa de pé através de doações de material de construção cedidas por vizinhos e pessoas que se comoveram com a situação. Leia mais

A Defesa Civil foi acionada mais uma vez para esclarecer como anda o acompanhamento das ocorrências citadas acima e em nota enviada ao jornal Voz das Comunidades, a secretaria justificou sobre os casos citados na matéria.

VEJA NOTA

Caixa d’água vertical: A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), informa que realizou vistoria na área onde fica a caixa d’água do condomínio Nova Geração, na Av. Itaóca, no dia 19 de fevereiro deste ano. O caso foi encaminhado para a Secretaria de Conservação, para providências.

Casa de três andares que está a beira do barranco: A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), informa que realizou vistoria em uma casa de três andares na Rua Augusto Borborema no dia 26 de março deste ano. O caso foi encaminhado para a GeoRio, para providências.

Sobre o caso da família que sofreu com o desabamento de parte da casa no Morro do Adeus, a Defesa Civil não encontrou solicitação de vistoria e nem registro da ocorrência.

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), informa que para direcionar seu atendimento e agilizar as solicitações de vistoria é necessário acionar o órgão pelo telefone 199 ou pela Central de Atendimento 1746 através dos canais de comunicação alegando urgência.

Deixe comentário