Em noite de empoderamento, Favela é Fashion realiza desfile de moda na Penha

Evento realizado no Konteiner, o projeto de Juliana Henrik trabalha a autoestima dos moradores nas comunidades cariocas
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades

A potência dentro das comunidades permite a possibilidade de destaque em diversas áreas de atuação, inclusive, quando o assunto é referente ao estilo. É nesse intuito que, na última sexta-feira (10), a iniciativa Favela é Fashion realizou, no Konteiner, uma noite de empoderamento favelado no desfile de moda.

Trabalhando na autoestima e no desenvolvimento social dos moradores, o projeto, da produtora cultural Juliana Henrik, já atua há 11 anos no Complexo do Alemão e Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Para a modelo Bruna Soares Ferreira, de 25 anos, o trabalho com a moda é algo extremamente importante, pois ajudou no autoconhecimento sobre seus gostos e características a respeito das tendências de roupas.

“Eu sou muito grata ao Favela é Fashion. Comecei aqui há 9 anos e, de lá para cá, atuo no mercado da moda dentro e fora das comunidades cariocas. Porém,é claro, desfilar na favela é muito especial para mim, pois é onde tudo começou”, destaca.

Bruna Soares é uma das modelos da iniciativa Favela é Fashion.
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades.

No projeto, o incentivo à arte não possui uma limitação de idade, como é o caso da pequena Anne Beatriz de Santos Souza, de 9 anos de idade, que aproveita toda a diversão dos desfiles – mesmo que, às vezes, haja dificuldade para organizar os eventos.

“Pra mim, a moda é tudo! Adoro desfilar com as roupas coloridas, que são as minhas favoritas”, comenta.

Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades


Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]