Em noite de empoderamento, Favela é Fashion realiza desfile de moda na Penha

Evento realizado no Konteiner, o projeto de Juliana Henrik trabalha a autoestima dos moradores nas comunidades cariocas

Foto: Selma Souza/Voz das ComunidadesFoto: Selma Souza/Voz das Comunidades

A potência dentro das comunidades permite a possibilidade de destaque em diversas áreas de atuação, inclusive, quando o assunto é referente ao estilo. É nesse intuito que, na última sexta-feira (10), a iniciativa Favela é Fashion realizou, no Konteiner, uma noite de empoderamento favelado no desfile de moda.

Trabalhando na autoestima e no desenvolvimento social dos moradores, o projeto, da produtora cultural Juliana Henrik, já atua há 11 anos no Complexo do Alemão e Penha, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Para a modelo Bruna Soares Ferreira, de 25 anos, o trabalho com a moda é algo extremamente importante, pois ajudou no autoconhecimento sobre seus gostos e características a respeito das tendências de roupas.

“Eu sou muito grata ao Favela é Fashion. Comecei aqui há 9 anos e, de lá para cá, atuo no mercado da moda dentro e fora das comunidades cariocas. Porém,é claro, desfilar na favela é muito especial para mim, pois é onde tudo começou”, destaca.

Bruna Soares é uma das modelos da iniciativa Favela é Fashion.
Foto: Selma Souza/Voz das Comunidades.

No projeto, o incentivo à arte não possui uma limitação de idade, como é o caso da pequena Anne Beatriz de Santos Souza, de 9 anos de idade, que aproveita toda a diversão dos desfiles – mesmo que, às vezes, haja dificuldade para organizar os eventos.

“Pra mim, a moda é tudo! Adoro desfilar com as roupas coloridas, que são as minhas favoritas”, comenta.

Foto: Selma Souza / Voz das Comunidades