NICA Jacarezinho abre inscrições para pré-vestibular 2022; saiba como participar

As vagas são prioritárias para moradores da favela do Jacarezinho e adjacências; inscrições até 22 de março
Foto: Reprodução / Instagram NICA
Foto: Reprodução / Instagram NICA

Para os crias que têm o sonho de ingressar em uma universidade pública ou ganhar uma bolsa de estudos, o momento é agora!

O Núcleo Independente e Comunitário de Aprendizagem, também conhecido como NICA Jacarezinho, está com inscrições abertas para o Pré-Vestibular 2022.

O NICA alerta que o curso acontecerá de forma presencial, mas que, por conta do Programa Cidade Integrada no território do Jacarezinho, poderá ser híbrido (online). 

O pré-vestibular será ministrado de segunda a sexta-feira, das 18h30 às 21h30. Contará com monitorias, simulados e atividades aos sábados. A taxa social será de R$ 20, cobrada mensalmente, para a manutenção do espaço e compra de itens básicos, como caneta de quadro, copo descartável, água, entre outros. 

Inscrições

As inscrições vão até o dia 22 de março e as aulas começam em 1 de abril. Todos poderão participar, porém as vagas serão prioritárias para moradores da favela do Jacarezinho e adjacências, sendo negros e LGBTQIA+. Para se matricular, os interessados podem acessar este link (https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSffMgnkGU6W-oZ5r4oQL0Cbs2XU2VWQ8QLvCdqSg-oLMrhW4g/viewform) e preencher com os dados necessários.

NICA Jacarezinho

O Núcleo Independente e Comunitário de Aprendizagem, NICA, é um projeto de educação antirracista, multicultural e democrático, voltado para a população de baixa renda, principalmente moradora de favela e negra. O NICA entende a educação como principal ferramenta de mobilidade social e construção de uma sociedade com igualdade de oportunidades e justiça racial.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]