“Sonic 2” estreia no CineCarioca Nova Brasília nesta quinta-feira (14)

Bilheteria abre às 14h e ingressos custam R$5 para moradores do Alemão; vendas também online
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Além do aumento nos indicadores de bem-estar social, o acesso cultural contribui no desenvolvimento pessoal dos moradores de favelas e possibilita a transformação local. Nesse sentido, o CineCarioca Nova Brasília tem sido um grande diferencial desde a retomada das atividades na primeira sala de cinema dentro de uma comunidade no Brasil. Esta semana, a programação estreia Sonic 2 e Morbiu segue em cartaz.

Sonic 2

O Dr. Robotnik retorna à procura de uma esmeralda mística que tem o poder de destruir civilizações. Para detê-lo, Sonic se une a seu antigo parceiro, Tails, e parte em uma jornada para encontrar a joia antes que ela caia em mãos erradas.

Horário: 15h00 | 19h30

Morbius

O filme conta a história do médico Michael Morbius, que tem uma doença motora que afeta seus movimentos. Decidido a buscar uma cura para ele e para pessoas que também têm a mesma doença, o médico apela para um método diferente, ao oferecer seu sangue para morcegos em uma região remota. Ao passar pelo processo, Morbius acorda com habilidades sobre-humanas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Horário: 17h30 | 21h40

A bilheteria começa a funcionar a partir das 14h e o cinema fica localizado na Praça do Terço, na localidade da Nova Brasília, no Complexo do Alemão. Para quem mora no bairro, o ingresso custa R$5 e, para quem não, paga a inteira de R$10. Os ingressos também podem ser adquiridos no site Velox Tickets. O CineCarioca Nova Brasília abre de terça à domingo.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]