Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Finais da Taça das Favelas 2023 mudam de data e horário por conta da forte onda de calor na cidade

Nova data será dia 19 de novembro, domingo, às 8 da manhã, em Bangu
Foto: Iris Cristina
Foto: Iris Cristina

A data das grandes finais da Taça das Favelas Rio 2023, que vão acontecer em Moça Bonita, estádio do Bangu, na Zona Oeste da cidade, foi alterada para domingo, dia 19, às 8h da manhã. A mudança é em função das altíssimas temperaturas e sensação térmica alarmante registradas nos últimos dias na cidade. 

Complexo da Coréia e Corte Oito decidem o título feminino, indo atrás do troféu Marilza Pereira Athayde, reeditando a final de 2017, quando o Corte Oito levou a melhor. E Jacarezinho e Complexo da Penha fazem um clássico da Zona Norte, na categoria masculina, disputando o troféu Ari Pipa.

Os portões do estádio abrem às 7h e ambas as partidas terão transmissão ao vivo da TV Globo, com 30 minutos para cada tempo. Em caso de empate as campeãs do torneio organizado pela Central Única das Favelas (CUFA) e produzido pela InFavela serão conhecidas nos pênaltis.

A Taça das Favelas Rio de Janeiro 2023 tem patrocínio master de Friboi e Enel; patrocínio ouro de Gol e Vai Voando; prata de Comunidade Door; bronze de Alô Social; apoio de DFM Advocacia; promoção de TV Globo, Eletromidia e FM O Dia; incentivo ao esporte da Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio de Janeiro.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]