Vilas Olímpicas do Rio vão oferecer Colônias de Férias a partir da próxima segunda-feira (19)

As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas no horário de funcionamento dos espaços
Vila Olímpica do Alemão 2020. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

A prefeitura do Rio anunciou que as Vilas Olímpicas da Secretaria Municipal de Esportes vão oferecer uma Colônia de Férias entre os dias 19 e 30 deste mês de julho, de terça até sexta-feira. O número de participantes por atividade será reduzido e todos os inscritos terão que respeitar o distanciamento, usar máscara e realizar a higiene das mãos. Haverá atividades lúdicas, recreativas e esportivas para quem comparecer aos locais.

Com a grande quantidade de jovens periféricos que estão em casa, em razão do isolamento da pandemia da Covid-19, a necessidade de ações culturais, educacionais e de esportes, se tornam fundamentais para este grupo. De acordo com a Secretaria Municipal de Esportes, em janeiro deste ano a ação de Colônia de férias reuniu mais de três mil pessoas nos equipamentos públicos, e isso motivou a produção de realizar o evento novamente agora no meio do ano.

A queda dos últimos números da Covid-19 na cidade possibilitou a segunda realização da colônia
Foto: Reprodução/Prefeitura

A Colônia é gratuita e aberta a alunos e não alunos, de 6 a 17 anos. Foram programadas também atividades voltadas aos responsáveis que estiverem acompanhando as crianças. O secretário municipal de educação, Guilherme Schleder, comentou sobre o panorama deste atual momento da pandemia, mesmo que esteja melhor, ainda não é o momento de relaxar. “Temos que manter os protocolos de segurança, mas, ao mesmo tempo, seguir com esse projeto de integração da secretaria, que é a colônia de férias. Essas atividades também são importantes”.

Os esportes mesclam com outras atividades conforme a unidade, mas há aulas de pintura, futebol de salão, handebol, vôlei, basquete e lutas. Vale ressaltar que as vagas são limitadas e que as inscrições devem ser feitas no horário de funcionamento das vilas, consulte a vila olímpica mais próxima a sua casa.

Alguma das unidades próximas a favelas:

  • Vila Olímpica da Mangueira – Rua Santos Melo, 73 (Mangueira)
  • Vila Olímpica da Maré – Rua Tancredo Neves, s/nº (Maré)
  • Vila Olímpica Mestre André – Rua Marechal Falcão da Frota, 1782 (Padre Miguel)
  • GREIP – Grêmio Recreativo e Esportivo dos Industriários da Penha – Rua Santa Engrácia, s/nº (Penha)
  • Parque das Vizinhanças de Ramos (Piscinão) – Av. Guanabara, s/nº (Ramos)
  • Vila Olímpica Oscar Schimdt – Estrada do Matadoro, s/nº (Santa Cruz)
  • Parque Machado de Assis – Rua do Pinto, 100 (Santo Cristo)
  • Vila Olímpica do Vidigal – Av. Presidente João Goulart, s/nº (Vidigal)
  • Vila Olímpica Artur da Távola – Rua Visconde de Santa Isabel, s/nº (Vila Isabel)
  • Vila Olímpica Félix Miélli Venerando – Rua Urararí, s/nº (Honório Gurgel)
  • Vila Olímpica Nilton Santos – Estrada do rio Jequía, s/nº (Ilha do Governador)
  • Vila Olímpica Jorginho da SOS – Estrada do Itararé, 460 (Complexo do Alemão)
  • Vila Olímpica Clara Nunes – Rua Pedro Jório, 528 (Acari)
  • Vila Olímpica Jornalista Ary de Carvalho – Rua Paulino do Sacramento, s/nº (Vila Kennedy)
  • Vila Olímpica Mané Garrincha – Rua Carlos Seixas, s/nº (Caju)
  • Vila Olímpica Polo Jardim Bangu – Rua Roque Barbosa, s/nº (Bangu)

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]