Esgoto a céu aberto em frente à creche preocupa pais e moradores

329dab9b-fd33-44cd-9a0d-76f87253f0df

Um dos problemas mais recorrentes em locais com pouca infraestrutura e baixa renda, são os esgotos que correm livres e aqui no Complexo do Alemão não é diferente. Cinco minutos de caminhada por qualquer beco são suficientes para observar os esgotos, que surgem trazendo consigo mau cheiro, muita sujeira, bichos e possíveis doenças.

A situação se repete em frente a creche José Vieira da Silva, na Alvorada, onde crianças de 0 à 3 anos passam boa parte do tempo. Preocupada, Joyce Fonseca Santos, que é mãe de Enzo Gabriel de 2 anos, procurou o Voz da Comunidade para pedir ajuda:

“Tenho medo pelas crianças e idosos, principalmente, medo das doenças que o esgoto pode trazer. Meu filho tem bronquite, qualquer cheiro forte ele se sente mal. Além de ser a frente da creche, aos finais de semana colocam barraquinhas aqui e tenho costume de vir com minha família e esse esgoto tem atrapalhado tudo.”

Fomos até a creche e a diretora nos recebeu para explicar um pouco melhor a situação. Segundo ela, o esgoto ainda não está afetando diretamente a creche e sim a casa vizinha e os comércios. Uma obra recente foi feita em toda a tubulação do local, o que a faz acreditar que o problema não seja ali.

Josefa da Silva, moradora da Rua Nova, 81 – Alvorada, disse que nunca tinha passado por situação assim dentro da própria casa:

“Já reclamei, já fui na associação, minha neta já colocou na internet e continua a mesma coisa. Está assim a 2 semanas e não temos nenhuma previsão, de ninguém, de resolver. Semana passada mal conseguíamos comer dentro de casa, por causa do mau cheiro. Trabalhamos fazendo comida para fora, como é possível trabalhar com esse cheiro? Nem CEDAE, nem a associação, nada.”

994a3a45-8e87-4ce5-a416-d5d32d61e2f6

 

Fomos até a Associação de moradores procurar o presidente e ele não estava. Tentamos contato por telefone e não conseguimos.

A CEADE não responde nossos e-mails.

Continuaremos tentando contato até que a situação seja resolvida.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]