Jovens da Rocinha produzirão vídeo sobre a mobilidade urbana na comunidade

37348047_2380952258595855_4364030726601965568_n

O Cinema Nosso, que é uma organização sociocultural que, ao longo de quase 18 anos de experiência, trabalha para trazer inovação, formação audiovisual e inclusão com o foco em produção de narrativas, oferecerá para jovens entre 16 e 24 anos, moradores da comunidade da Rocinha, a possibilidade de levantar reflexões acerca do tema “Mobilidade Urbana na Periferia”.

Serão o total de seis dias de curso na comunidade, que incluem também uma imersão em desenvolvimento de aplicativos e um seminário sobre mobilidade urbana. Os alunos aprenderão sobre a tecnologia e outros pontos que envolvem a produção de vídeos, além de noções de mobilidade urbana. Na parte teórica, eles irão para campo para aplicar o conhecimento adquirido em sala de aula, fazendo o filme.

De acordo com Mércia Brito, coordenadora do Cinema Nosso, “o mercado audiovisual cada vez mais expande suas possibilidades de ferramentas tecnológicas para produzir conteúdo. Com o 100x100Rio- Desafio Mobilidade, o Cinema Nosso leva a moradores da Rocinha um meio de empoderamento através da produção de vídeos e desenvolvimento de aplicativos, viabilizando também a potencialização de suas competências e reforçando sua identidade de pertencimento no território que residem”.

Depois de prontos, o vídeo ajudará na criação de um app sobre mobilidade urbana na Rocinha, que será criado durante uma maratona de produção de aplicativos, que acontece dentro do Hacking.Rio, evento destinado para hackers, especialistas em tecnologia, design e business.  O app deve ser lançado em agosto, em versão beta.

O curso é uma realização do Cinema Nosso e Pontão Arroios, em parceria com o Museu Sankofa Memória e Arte da Rocinha, com o patrocínio do FundoCasa  e a Secretaria de Cultura do Município do Rio de Janeiro e a iniciativa faz parte do projeto 100×100 Rio – Desafio Mobilidade.

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]