Nomeado pela Prefeitura, Supervisor Regional da Vila Kennedy nunca foi na Vila Kennedy

1467212504_775596_1467212606_noticia_normal

Roney Ferreira Maciel diz atuar na Vila Aliança e não tem experiência na vida pública

Nomeado pelo prefeito Marcelo Crivella como Supervisor Regional da Vila Kennedy, na Zona Oeste, Roney Ferreira Maciel, 33 anos, não conhece a Vila Kennedy. A publicação saiu no Diário Oficial de 6 de abril.

http://doweb.rio.rj.gov.br/visualizar_pdf.php?reload=ok&edi_id=00003396&page=9&search=roney%20ferreira

Segundo Roney, que é marinheiro de convés concursado e nunca teve experiência na vida pública ou em gestão, a nomeação na Vila Kennedy foi feita porque na Vila Aliança, também na zona oeste, onde ele de fato atua, não teria “um polo” para a nomeação. Fisicamente Roney trabalha na superintendência de Bangu, que fica na Rua Silva Cardoso, 349.

Roney também não é da Vila Aliança, mas afirma “trabalhar em campanha política”. A relação com essa comunidade vem da mãe, que é diretora há 28 anos em uma escola municipal, o CIEP Maestrina Chiquinha Gonzaga.

Na rede social, o motivo da nomeação de alguém que nunca foi na comunidade que acaba de virar bairro virou motivo de zoação dos moradores. Em um vídeo na página do facebook do “Voz da VK”, um senhor se passa como nomeado e fala que está “na sua casa de praia”, que a “Vila Kennedy não é bairro” e “que isso vai ser mudado”, divertindo aos telespectadores.

O Prefeito Marcelo Crivella sancionou no dia 14 de julho o Projeto de Lei dos vereadores Zico (PTB) e Dr. Gilberto (PMN) que torna a Vila Kennedy um bairro. A partir de então, o Rio conta com 162 bairros reconhecidos. A Vila Kennedy tem sido alvo de muitos conflitos armados que chegou a fechar a Clínica da Família local.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]