Operação Lava-Jato in Rio

operacaolavajato2

Em mais um capítulo da novela Lava-Jato, ontem mais cedo a Polícia Federal colocou em prática a “Operação Saqueador”. Desta vez foi pra cumprir o mando de prisão de nomes como Fernando Cavendish, o dono da empreiteira Delta, o bicheiro Carlinhos Cachoeira, e de outro empresário, chamado Adir Assad.

Segundo a investigação, os envolvidos estavam “associados em quadrilha” e usavam empresas que não existiam para transferir cerca de R$ 370 milhões, que eles conseguiram com dinheiro público (meu, seu, nosso)

para pagamento de propina.

Dois dos acusados, Carlinhos Cachoeira e o empresário Adir Assad, chegaram aqui no Rio na tarde desta quinta-feira e foram levados para a sede da Polícia Federal, na Zona Portuária do Rio – aquelas bandas da Pedra do Sal onde rola um sambinha bom e do Museu do Amanhã -.

Eles estão sendo ouvidos lá e daqui a pouco vão direto em cana, lá para o Presídio Ary Franco, em Água Santa, na Zona Norte.

Presidente substituto Michel Temer cava apoio de Aécio Neves – o inconformado –  para eleger aliado de Eduardo Cunha na Câmara

O Presidente substituto Michel Temer está tentando um acordo com Aécio Neves para conseguir colocar no lugar de Eduardo Cunha – afastado por record em denúncias de corrupção – da presidência da Câmara dos Deputados, um indicado do próprio Cunha.

O boato que está rolando é que Temer teria dito para Aécio Neves que queria ajudar na eleição de um presidente da Câmara que não queira que o mandato de Cunha seja cassado, ou seja, que ele deixe de ser deputado.

Pelo que estão dizendo, o mais cotado para assumir é esse tiozinho aqui, ó, o Rogério Rosso, do PSD.

Alguns jornais noticiaram hoje que Eduardo Cunha disse que se o acordo para indicar o seu sucessor for cumprido, ele renuncia. Temer quer que Eduardo Cunha renuncie para ter um presidente novo logo pra votar as leis de seu interesse. Do jeito que está, com Cunha na pindaíba, está tudo parado.

Já Eduardo Cunha disse que não falou nada de renúncia com ninguém e que “Quem fala por mim sou eu”.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]