Prefeito autoriza na segunda-feira construção do terminal do Village Campestre

smtt_terminal_village-300x161

Ascom

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira, assina na próxima segunda-feira (16), às 9h, a ordem de serviço para a construção do terminal do Conjunto Village Campestre, na parte alta da cidade. O terminal é um pleito antigo da população que reside no local e está orçado com recursos próprios, no valor de R$ 343.052,20.

“Nenhuma gestão, antes, esteve tão preocupada com o serviço de transporte público da nossa cidade. Por anos, estávamos tentando fazer com que o terminal fosse construído aqui e agora, vejo que este sonho finalmente será concretizado. A Prefeitura está de parabéns por mais um feito positivo e que vai beneficiar muita gente”, comenta o morador do conjunto João Batista.

O terminal do Village Campestre seguirá o padrão de outros 10 terminais já reformados e entregues em dois anos, com plataforma de embarque e desembarque, estocagem para nove vagas de ônibus, acessibilidade para deficientes visuais e de locomoção, iluminação, área verde e paraciclos (locais para guardar bicicletas).

“O local onde atualmente os ônibus fazem o embarque e desembarque no Village Campestre funciona sem nenhuma estrutura física e dessa forma, os usuários e funcionários das empresas dos coletivos ficam desabrigados, sob sol e chuva. Já os ônibus ficam sem local para estocagem, causando transtornos no trânsito local. Por esses motivos, há a necessidade da construção do terminal para o bom atendimento à população”, salientou o superintendente municipal de Transportes e Trânsito de Maceió, Tácio Melo.

Com uma área de 1.857,04 m2, o terminal estará localizado na Avenida Alice Karoline, ao lado da Vila Olímpica Lauthenay Perdigão. A previsão de entrega é de 90 dias.

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]