Saiba como concluir os estudos através do ENCCEJA

Oportunidade para quem deseja concluir o ensino fundamental ou médio
n14166_1

Quem ainda não concluiu o ensino fundamental ou médio dentro da idade prevista, tem a oportunidade de conseguir o diploma por meio do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) 2019. As inscrições são gratuitas e estão abertas até 31 de maio, enquanto as provas serão em 25 de agosto.

O Encceja é voltado para jovens e adultos que não tiveram a chance de concluir seus estudos na idade adequada para cada nível de ensino. A participação é voluntária e gratuita, mas existe uma idade mínima exigida. Quem deseja a Certificação de Conclusão do Ensino Fundamental precisa ter 15 anos completos na data de realização do Exame. Agora quem quer o Certificação de Conclusão do Ensino Médio precisa ter 18 anos completos.

O candidato  precisa acessar o site do Encceja, de 20 a 31 de maio, e fazer sua inscrição com CPF e documento de identidade.

As provas são divididas por áreas de conhecimento, sendo que cada uma contém 30 questões objetivas. Além disso, será necessário escrever uma redação em língua portuguesa. Cada prova objetiva tem pontuação de 0 a 200 pontos, sendo a média necessária para a aprovação de 100 pontos. Já a redação vai de 0 a 10 e a média para ser aprovado é de 5 pontos.

Somente a inscrição e a realização das provas não garantem o certificado. O candidato precisa atingir o mínimo de 100 pontos em cada uma das áreas de conhecimento do Encceja para garantir a certificação.

Veja como fazer sua inscrição

  1. Primeiramente, entre no site do Encceja
  2. Em seguida, preencha o seu cadastro
  3. Logo depois, informe o nível de formação desejado
  4. Depois, preencha seu estado e cidade
  5. Logo após, escolha o local da prova
  6. Então, preencha o questionário socioeconômico
  7. Por fim, basta escolher uma senha

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]