Três moradoras do Alemão são aceitas na escola de Balé do Theatro Municipal

942b8ef7-4910-4139-966f-3544a4017093

Anúncio foi publicado na página do projeto social

Kethellyn Rafaela Manrique, Bianca Nathalia Vicente de Oliveira e Ingrid Vitória Mayrink de Carvalho são as novas alunas da escola de balé do Theatro Municipal

Leia na íntegra:
“É com muita felicidade e gratidão, que nós, do Projeto Vidançar anunciamos as mais novas alunas da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa, a tão sonhada escola de Balé do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Nossas princesas Ingrid, Kethellyn e Bianca, todas moradoras do Complexo do Alemão.
Primeiro, gostaríamos de agradecer o importante apoio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, do @latafoundation, @lasiguanas, @IVGuindastes, @AbraçoRio, @reservamini, @CRJComplexodoAlemao, @FSArtStudio e tantos voluntários que acreditam e contribuem para que histórias, sejam de fato, mudadas para melhor.
Agradecemos a nossa equipe, Ellen Serra, Aline Guimarães, Renato Almeida, Sabrina Vaz, Carol e JP, que preparam nossos alunos de forma maravilhosa.
Agradecemos, em especial, ao competente e humano diretor da Escola de Dança, @Helio Bejani, que nos atendeu com todo carinho e confiança, que acreditou no talento de nossas princesas e nos inspira a fazer sempre o melhor, para que outros alunos também conquistem esta oportunidade de ouro.
Agradecemos aos alunos e responsáveis, por acreditarem e conquistarem um futuro melhor!
Gratidão a todos que torcem, apoiam e nos ajudam a fazer a diferença!”

 

Compartilhe este post com seus amigos

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp

EDITORIAS

PERFIL

Rene Silva

Fundou o jornal Voz das Comunidades no Complexo do Alemão aos 11 anos de idade, um dos maiores veículos de comunicação das favelas cariocas. Trabalhou como roteirista em “Malhação Conectados” em 2011, na novela Salve Jorge em 2012, um dos brasileiros importantes no carregamento da tocha olímpica de Londres 2012, e em 2013 foi consultor do programa Esquenta. Palestrou em Harvard em 2013, contando a experiência de usar o twitter como plataforma de comunicação entre a favela e o poder público. Recebeu o Prêmio Mundial da Juventude, na Índia. Recentemente, foi nomeado como 1 dos 100 negros mais influentes do mundo, pelo trabalho desenvolvido no Brasil, Forbes under 30 e carioca do ano 2020. Diretor e captador de recursos da ONG.

 

 

Contato:
[email protected]