Voz nas Eleições 2020: Professor Edson Paiva

Disputando uma cadeira na câmara municipal pela segunda vez, Edson Paiva tem como sua principal missão garantir maior qualidade para educação pública e promete um mandato participativo

Voz nas Eleições 2020: Professor Edson Paiva

Professor de rede municipal desde 2012, Edson Paiva de Oliveira, de 45 anos acredita que a educação é a maior ferramenta de transformação social que pode ser implementada no mandato, já que sua origem periférica e a vivência na educação pública estamparam em sua trajetória as mazelas sociais, as quais são submetidas a juventude das comunidades.  

Nascido e criado no Complexo do Alemão, Edson é casado com Maria Andreia, e pai de duas meninas, Maria Heloísa, de 9 anos e Andressa Paiva, de 21 anos, que tem ajudado o pai na campanha. Desde os 11 anos, Edson trabalhava na Quitanda do Severino, como vendedor, na época o estabelecimento era muito conhecido na Nova Brasília. O candidato também foi carregador no Ceasa, além de entregador de jornal, por diversas regiões do Complexo, na adolescência. 

Hoje, dotado de um currículo extenso, o candidato filiado ao PCdoB é pedagogo, pós-graduado em Orientação Educacional, e outros dois cursos complementares à graduação: Docência do Ensino Superior, Pedagogia Empresarial e Orientação Educacional. Edson lembra com carinho da formação dos pais nordestinos, a mãe, que fez apenas a 4° série primária e do pai, que fez o Mobral – Movimento brasileiro de alfabetização, na década de 60, método preconizado pelo educador Paulo Freire.

Antes de escolher o magistério, em 1997, o candidato foi aprovado no concurso para seu primeiro cargo público, como carteiro motociclista, por 14 anos os correios garantiram ao hoje professor, a oportunidade de conhecer todos os cantos do Rio de Janeiro. 

Candidato Edson Paiva. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades
Edson Paiva. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

“Conheço as belezas e mazelas dos bairros cariocas, o trabalho de entregas realizado no munícipio me permitiu participar de ações culturais e sociais, como voluntário de ONGs, levando cultura para as comunidades”

Edson atuou, por oito anos, como produtor cultural para Oscip Instituto Impacto Social  do Brasil, com sede em Guadalupe,  mas que realiza ações em diversas favelas do Rio. Como produtor voluntário, criou um projeto chamado Talentos e Novos Talentos, no qual jovens e crianças formavam corais e bandas, a fim de se apresentar em praças, teatros, clubes. Ainda, com o programa em 2009, um dos grupos formado pelo candidato ganhou festival de música dos correios.

A primeira vez que tentou se eleger vereador foi em 2012, também pelo PCdoB, mas naquele momento desistiu da candidatura e só em 2020 se sentiu preparado para concorrer novamente ao pleito. Com propostas mais abrangentes, Edson lembra que pela carreira de professor seu foco sempre foi a educação, mas outras áreas, como saúde e segurança também serão contempladas durante o mandato.

Candidato Edson Paiva. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

A entrada para a política foi um processo longo, na escola ainda menino, Edson passou a entender o sistema de governo, mas só quando se tornou professor do munícipio observou como a educação pública tem sofrido pela má gestão dos recursos públicos.  Por isso, um dos projetos de governo é a melhora do ensino público, não só para crianças como também para adultos.

“A educação transforma a sociedade e eu tenho como falar isso, por causa da minha própria história. Por lei todo o governo precisa investir 25% da verba para a educação, mais a verba do FUNDEB, no entanto, esses recursos são desviados para outras áreas e essa é a minha principal bandeira, a fiscalização de todo esse dinheiro do Fundeb, seus direcionamentos. Eu estando dentro da educação e vejo muitos investimentos errados, que são feitos pelo governo e aí todo mundo perde.” – explica Edson.

Edson também acredita que para ocorrer a inclusão social é necessário o ensino profissionalizante para jovens e adultos, na rede pública, levando em conta que muitas pessoas nas comunidades não conseguiram concluir o ensino fundamental no tempo certo, por razões diversas, entre elas a necessidade de trabalhar em paralelo ao tempo escolar. 

Edson Paiva. Foto: Vilma Ribeiro / Voz das Comunidades

“Trago a proposta para que Educação de Jovens e Adultos, se torne Numeja, Núcleo Municipal de Educação de Jovens e Adultos, esse núcleo também em cima da verba de 25% da educação, mas como vereador eu vou propor ao executivo parcerias público-privadas a ponto de fortalecer esse projeto, que garantiria escola com horários flexíveis, e ensino de alguma profissão, com professores contratados da própria comunidade.” – assegura o candidato. 

Para concluir a entrevista ainda falando sobre como as verbas públicas tem sido má administradas e, por isso, os recursos não chegam às comunidades o candidato afirma. 

“Nós estamos com a política suja, desacreditada, as pessoas chegam na rua e não quero ouvir falar de política, mas quanto mais as pessoas se afastarem da política melhor para os poderosos. Aqui na nossa comunidade também temos pessoas fechadas com empresários, depois de um tempo a população lembra, o candidato tal era da comunidade e não faz nada para ajudar, mas a verdade é que esses candidatos já estavam fechados com empresários e não com a favela, infelizmente.” – encerra Edson.

Se você apoia as ideias do Professor Edson Paiva, anote o número 65444 e não esqueça de levar a sua caneta e o título até a sua zona eleitoral.